SBTB Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil
 
Inicial Quem Somos Estudos Notícias Loja Fale Conosco  
Capítulos
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49
50
51
52
53
54
55
56
57
58
59
60
61
62
63
64
65
66
67
68
69
70
71
72
73
74
75
76
77
78
79
80
81
82
83
84
85
86
87
88
89
90
91
92
93
94
95
96
97
98
99
100
101
102
103
104
105
106
107
108
109
110
111
112
113
114
115
116
117
118
119
120
121
122
123
124
125
126
127
128
129
130
131
132
133
134
135
136
137
138
139
140
141
142
143
144
145
146
147
148
149
150
 
Salmos 144
Tamanho do Texto:
  Primeiro Anterior
144
Seguinte Último  
1
BENDITO seja o Senhor, minha rocha, que ensina as minhas mãos para a peleja e os meus dedos para a guerra;
2
Benignidade minha e fortaleza minha; alto retiro meu e meu libertador és tu; escudo meu, em quem eu confio, e que me sujeita o meu povo.
3
Senhor, que é o homem, para que o conheças, e o filho do homem, para que o estimes?
4
O homem é semelhante à vaidade; os seus dias são como a sombra que passa.
5
Abaixa, ó Senhor, os teus céus, e desce; toca os montes, e fumegarão.
6
Vibra os teus raios e dissipa-os; envia as tuas flechas, e desbarata-os.
7
Estende as tuas mãos desde o alto; livra-me, e arrebata-me das muitas águas e das mãos dos filhos estranhos,
8
Cuja boca fala vaidade, e a sua mão direita é a destra de falsidade.
9
A ti, ó Deus, cantarei um cântico novo; com o saltério e instrumento de dez cordas te cantarei louvores;
10
A ti, que dás a salvação aos reis, e que livras a Davi, teu servo, da espada maligna.
11
Livra-me, e tira-me das mãos dos filhos estranhos, cuja boca fala vaidade, e a sua mão direita é a destra de iniqüidade,
12
Para que nossos filhos sejam como plantas crescidas na sua mocidade; para que as nossas filhas sejam como pedras de esquina lavradas à moda de palácio;
13
Para que as nossas despensas se encham de todo provimento; para que os nossos rebanhos produzam a milhares e a dezenas de milhares nas nossas ruas.
14
Para que os nossos bois sejam fortes para o trabalho; para que não haja nem assaltos, nem saídas, nem gritos nas nossas ruas.
15
Bem-aventurado o povo ao qual assim acontece; bem-aventurado é o povo cujo Deus é o Senhor.
  Primeiro Anterior
144
Seguinte Último  
  Pesquise qualquer palavra ou expressão na Bíblia:
 
A Bíblia Sagrada
Velho Testamento
Novo Testamento
 
valim.net communications & arts